domingo, 7 de novembro de 2010

Ciúmes & Confiança: relação saudável entre marido e mulher.


    1.Ciúmes: arma que fere o sentimento. “Desarme-se” e viva as alegrias do amor!

     Cenas de ciúmes, veladas ou explícitas, são acontecimentos que afetam e conturbam o relacionamento amoroso. Quantas brigas injustificadas, geradas pelo ciúme, se transformam em desamor e o desamor em separação?
     Discussões, desentendimentos, ofensas de parte a parte, são o estopim para implodir a aliança e causar ruptura na vida do casal.
     Desconfianças, presunções, suspeitas de infidelidades de um ou de outro, devem ser transformadas em diálogo, o diálogo em entendimento e o entendimento em solidificação do amor.
     Portanto, há que se conversar, ânimos desarmados e “pôr para fora” o que os afligem. São dos esclarecimentos e das explicações que brotam as compreensões, e das compreensões, a paz, afinal quantas vezes a guerra do ciúme é por uma razão fútil?
     Os casais não devem permitir que a densa névoa do ciúme desça e abata-se sobre a mútua relação. Essa névoa deve, cara-a-cara, ser dissipada, de pronto, ou, quem sabe, esparzida pelas brisas da paixão sobre a maciez de um leito...

>> 

     2.Confiança: A confiança mútua celebra a amabilidade, o bem-viver!

     A confiança é o pilar que sustém e mantém inabaláveis as inter-relações, sejam entre duas pessoas, uma equipe ou uma nação. Quando um casal sela o pacto da confiança, transpõe qualquer tormenta e alcança a calmaria do bem-viver. Se, ao contrário, permitir que os ventos da desconfiança entrem porta adentro, o lar fica conturbado, as palavras ásperas e a convivência insuportável.
     A confiança é o elo que une marido e mulher. É a fina sintonia de dois polos, onde cada um deve estar “aceso” e não se deixar apagar por ilusões ou seduções. A luz do vínculo deve estar brilhante, iluminada. Cada qual deve praticar atos probos, dignos, respeitosos e que aumentem ainda mais a aura da bem-aventurança que os envolve. 
     Confiança é acreditar, crer, ter fé. É não se deixar levar por suposições, ilações ou desconfianças infundadas. É, o casal, estar unido na suas convicções, e de que ao lado tem alguém digno e fiel. Confiar traz harmonia e segurança, íntima e do casal.
     Casal interligado pela sinergia da confiança tem sua conduta inatacável, a vida em boa-fama e a moral elevada!

>> 

      3.Fase da juventude

     *Ser jovem é a fase em que o corpo e a vida se encaixam numa sintonia perfeita. E a juventude é o emanar do refrescante extrato da alegria. Então, afaste-se do malfazer e não a desperdice, ou ela escorrerá em vão pelo ralo da tristeza. Alie-se ao bem-viver, sorva-a gota a gota e fortaleça-se para enfrentar o amanhã, pois ela é um líquen divinal. Entenda que na velhice seu pensamento sentirá saudade dos velhos dias, e o seu corpo a energia dos verdes anos!

     *Você vive a fase da juventude? Perscrute seu coração. Ele pulsa, em fortes badaladas, no apogeu da idade nova? Então, pense em si, agora. Estude, evolua. Trabalhe, conquiste. Vá aos píncaros da sabedoria e das realizações. Seja, hoje, um aluno, um aprendiz; amanhã, um empresário e mestre dos mestres! 

     *É um deleite para o olhar; para o desejo, uma jóia maviosa o corpo da pessoa amada. O amor, desde a fase jovial, que seja um tesouro precioso a ser guardado, intocável, no cofre da eternidade!

     Inácio Dantas
     (do livro “Segredos para uma união vencedora!”) 

     Temas relacionados:
http://casal-unido.blogspot.com/2010/12/casal-rumo-ao-sucesso-marido-e-mulher.html 

     Relacionamento Pais & Filhos:
http://paefilho.blogspot.com 

Nenhum comentário:

Postar um comentário